GERAL

Higienização do ambiente é importante, mas não deve ser prejudicial aos animais, alerta Trouw Nutrition
Empresa destaca que o uso de desinfetantes deve ser feito com soluções que não ofereçam risco à saúde dos produtores e animais



Entre os maiores produtores e exportadores mundiais de proteínas animal, o Brasil carrega a responsabilidade de trabalhar com o mais alto status sanitário. A fiscalização de animais e fronteiras, o desenvolvimento de medicamentos e os protocolos de vacinação representam apenas uma parte do processo, que envolve o controle de agentes etiológicos. “Em todos os setores da produção animal, existem pontos de atenção no ambiente que precisam de cuidados redobrados para evitar a propagação de doenças”, explica o Ronaldo Silva, gerente Nacional de Vendas Feed Additives.
 
“Todos os elos da cadeia da produção são responsáveis por garantir um local livre de contaminação. Os insumos utilizados na produção de ração, instalações, veículos de transporte, comedouros, ferramentas e equipamentos usados na produção em geral precisam estar corretamente higienizados. A aplicação de desinfetantes faz parte da rotina dos produtores e o seu uso correto é indispensável para a biossegurança da produção animal”, reforma Silva.
 
“Apesar dos diversos micro-organismos presentes em todo o processo, o desinfetante pode ser o mesmo. É o caso daqueles que atuam com amplo espectro contra a atividade de vírus, bactérias e fungos. Porém, o produtor precisa estar atento à escolha de um desinfetante que elimine as fontes de contaminação, mas que também não apresente riscos aos animais. Para isso, as soluções não devem ser corrosivas ou apresentar risco de aumento da resistência de agentes patogênicos”, informa o gerente Nacional de Vendas Feed Additives da Trouw Nutrition.
 
A empresa destaca a substância Cloramina T, por exemplo, que atua ao se ligar com o material de micro-organismos, promovendo reação de oxidação, que os leva à morte. Entre seus benefícios destaca-se a biodegradabilidade, ou seja, sem danos à natureza. “O composto permanece ativo por vários dias, mesmo em contato com a luz solar. Seu processo de eliminação não é seletivo e depende exclusivamente da quantidade de oxigênio, pois alguns microrganismos são mais ou menos reativos à sua presença”, explica Ronaldo Silva.
 
Devido ao seu potencial de desinfecção, a Cloramina T pode ser aplicada nas instalações com animais , assim como nos bebedouros e comedouros. Seu uso se estende às roupas, calçados, materiais cirúrgicos e até nos animais.
 
“A substância é encontrada em nosso desinfetante universal, Halamid®, indicado para diferentes utilizações. Ele combate com eficácia mais de 170 micro-organismos, com segurança, de acordo com indicações de um profissional”, destaca o gerente Nacional de Vendas Feed Additives da Trouw Nutrition.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






GERAL  |  19/03/2020 - 09h